Internamento

Acesso a Internamento

Assegura o tratamento de curta duração de doentes que não possam obter resposta suficiente em tratamento ambulatório, quer pela natureza e/ou intensidade dos sintomas necessitar de tratamento intensivo sob cuidados permanentes, quer pela eventual inexistência de suporte adequado no exterior.
A opção pelo internamento é tomada se for considerada necessária após observação por um médico psiquiatra no serviço de urgência ou em consulta programada, pressupondo sempre a constatação de que o tratamento ambulatório seja insuficiente ou inadequado.

Carregue para aceder: Lei da Saúde Mental

Serviço Regional de Psiquiatria Forense

Localização: Pavilhão 28
Contacto: 217 917 000 Extensão: 1549/1550
Horário de Atendimento: Dias úteis das 8h00 às 18h00
Horário de Visitas: Todos os dias das 14h00 às 18h00
Lotação: 44 camas

Diretor de Serviço: Dr. Manuel Ricardo Cruz
Enf.ª Gestora: Cristina Canastra
Secretariado: Cláudia Alves, Margarida Menezes, Natividade Justino

O Serviço Regional de Psiquiatria Forense (SRPF) tem como missão essencial a implementação dos mais diferenciados e completos programas de tratamento, segurança e reabilitação a cidadãos sentenciados pelo Tribunal.

A sua equipa multidisciplinar, diferenciada e especialmente vocacionada nesta área, realiza também uma atividade avaliativa de exames periciais médico-legais em psiquiatria e psicologia, solicitados pelos tribunais e Instituto Nacional de Medicina Legal.  Dispõe de internamento de segurança com intervenção assistencial.

O Serviço tem as funções de consultadoria em psiquiatria e psicologia forense, formação estruturada de médicos e psicólogos na referida área forense e a realização de avaliações de incapacidade temporária protocolada com instituições públicas.

A quem se destina:

O SRPF é destinado ao internamento de doentes inimputáveis a cumprir Medida de Segurança, tal como preconizado no Plano Nacional de Saúde Mental 2007/2016, aprovado pela Resolução do CM nº 49/2008 de 6 de março.

As novas instalações do SRPF foram inauguradas a 23 de Julho 2018 por Sua Excelência o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde Prof. Doutor Fernando Araújo e por Sua Excelência a Senhora Secretária de Estado Adjunta e da Justiça Dr.ª Helena Mesquita Ribeiro

 

 

Serviço acreditado pelo Comité de Certificação do Departamento de Qualidade na Saúde da Direção-Geral da Saúde, Modelo ACSA (Agencia de Calidad Sanitaria de Andalucia). Para aceder: Certificação


Unidade de Internamento Psiquiatria Forense

Apresenta o seguinte conjunto de serviços:

Elaborar um Plano Individual Terapêutico (PIT) para cada utente internado;
Desenvolver e implementar programas individualizados de reabilitação e integração social e profissional;
Realizar avaliações periódicas e relatórios solicitados que permitam ao Tribunal de Execução de Penas de Lisboa (TEPL) deliberar pela prorrogação ou cessação do internamento em curso, ou outros no decorrer da medida de segurança;
Colaborar com o TEPL e a Direcção Geral de Reinserção Social e Serviços Prisionais no acompanhamento do utente, bem como fomentar uma melhor e mais eficaz comunicação entre estas entidades;
Colaborar com o Instituto de Segurança Social e outras entidades implicadas no processo de reabilitação/ressocialização dos utentes internados.

Unidade de Perícias Médico Legais

Apresenta o seguinte conjunto de serviços:

Realização de perícias de psiquiatria e psicologia forense, nomeadamente no âmbito do preconizado na Lei 45/2004 de 19/08 e do Decreto-lei 326/86 de 29/09;
Efetuar consultadoria aos tribunais e a outras instituições, no âmbito da psiquiatria e psicologia forense;
Colaborar com a Direcção Geral de Saúde nas áreas de intervenção da psiquiatria e psicologia forense;
Realizar Juntas Médicas ao abrigo da alínea f) do artigo 6º do Decreto Regulamentar nº 41/90 de 29/11;
Consultadoria no que respeita a processos de aplicação da Lei de Saúde Mental e internamentos compulsivos.