Hospital Miguel Bombarda – Património Cultural

O Hospital Miguel Bombarda foi inaugurado em 1848 no edifício da Congregação da Missão dos Padres de São Vicente de Paulo – construído entre 1730 e 1750 na antiga Quinta de Rilhafoles. Após a extinção das ordens religiosas em Portugal, o edifício albergou o Real Colégio Militar e, em 1848, foi destinado para hospital de alienados, transformando-se no mais antigo Hospital Psiquiátrico do país, com o nome de Hospital de Rilhafoles. Em 1853 foi construído o Edifício do Balneário, inaugurado pela rainha D. Maria II, para banhos terapêuticos aplicados em Psiquiatria, considerado o melhor da Europa.

Após a nomeação do Prof. Miguel Bombarda para Diretor do Hospital, em 1892, foram construídos outros edifícios de excecional valor arquitetónico e histórico, da autoria do Arq.º José Maria Nepomuceno – o Edifício das Enfermarias em Poste Telefónico e o Pavilhão de Segurança, destinado a doentes inimputáveis perigosos.

A instituição evoluiu, entretanto, para Hospital Miguel Bombarda, em homenagem a este médico psiquiatra, a 29 de novembro de 1948.

Os edifícios do Balneário D. Maria II e do Pavilhão de Segurança foram classificados como Conjunto de Interesse Público (CIP) em 24 de Dezembro de 2010, e a sua zona especial de proteção integra todos os edifícios do Hospital.

Desde a criação do CHPL, em 19 de outubro de 2007, o Hospital Miguel Bombarda foi sendo progressivamente desativado, tendo encerrado por completo em 14 de fevereiro de 2012.